Hora de voltar para casa. Após dois meses recebendo os cuidados e carinho da equipe do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) quatro corujas-da-igreja ou suindaras, mãe e três filhotes, retornaram à natureza.

Os animais chegaram ao Cetas, localizado no Parque Estadual do Rio Vermelho, em Florian√≥polis, no dia 1¬ļ de junho e foram os primeiras pacientes atendidos pela equipe do Instituto Espa√ßo Silvestre, organiza√ß√£o que na mesma data assumiu a gest√£o do Centro.

Segundo relatos, as corujas foram resgatadas no município de Massaranduba, no norte catarinense. Ao chegar, a mãe estava bastante apática. No período de reabilitação fêmea e filhotes permaneceram o tempo todo juntos. Os pequenos aprenderam, inclusive, a caçar. Agora devidamente recuperados e maiores voltaram para a natureza.

CETAS

As corujas s√£o apenas alguns dos cerca de tr√™s mil animais que chegam por ano ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), no Parque Estadual do Rio Vermelho, Unidade de Conserva√ß√£o Estadual administrada pelo IMA. Os animais s√£o encaminhados ao local por diversas situa√ß√Ķes, principalmente, apreens√£o por tr√°fico, c√°rcere, animais machucados ou entregas volunt√°rias.

No CETAS recebem todo tratamento e cuidado necessários. Muitos, após a reabilitação, são devolvidos ao habitat natural. Alguns não podem mais retornar e são encaminhados para locais adequados e seguros.

Na foto abaixo a equipe do Instituto Espaço Silvestre realizando o primeiro atendimento. Na sequência, momento da soltura das corujas.